Portal Boa Vista da Aparecida

 

 
Portadores de necessidades especiais e de doenças crônicas podem adquirir passe livre Imprimir
Quinta Feira, 17 de Junho de 2010 08:50

As pessoas portadoras de necessidades especiais ou portadoras de doenças crônicas tem o direito de receber passe livre. Em Boa Vista da Aparecida a Secretaria de Assistência Social juntamente com a Secretaria de Saúde estão garantindo estes direito a população.

“Queremos principalmente evitar que intermediários utilizem de má fé e cobrem por serviços que são garantidos gratuitamente por lei, para isso estamos alertando a população”, afirma a vice-prefeita, Roseli Henrichs.

 

Os Portadores de Necessidades Especiais (Portadores de Deficiências) e Portadores de Doenças Crônicas, que tenham interesse em encaminhar a documentação para obter o Passe Livre Intermunicipal para uso de transportes coletivos, devem procurar os Técnicos da Assistência Social para esclarecimentos e encaminhamentos necessários. Para os deficientes há ainda o passe livre interestadual que também pode ser encaminhado.

 

“Com a implantação deste pequeno benefício em nossa Secretaria de Ação Social e Secretaria de Saúde, nós vamos atender uma parcela da população que está reivindicando a vários e vários anos este benefício. Esta iniciativa não é levada em consideração em muitos municípios, considerada algo pequeno, mas aqui em Boa Vista nós consideramos um benefício de muito valor”, explica Savaris.

 

Paulo Cezar Sotti, deficiente visual desde o nascimento, residente em Boa Vista há muitos anos e a esposa também deficiente visual, garantiram os seus direitos. “É o fim da desigualdade de critérios para liberação de passagens pelas Empresas de Ônibus local, e mais um direito para viajar sem custo. Mas é claro que se eu pudesse escolher preferia ter a visão e não depender deste tipo de ajuda, o que nós deficientes pedimos é um maior empenho dos políticos para a gente poder trabalhar, com a promoção de empregos”, afirma Paulo.

 

Para a vice-prefeita, a Lei do Passe Livre é uma conquista. “A Lei do Passe Livre Intermunicipal é mais uma conquista para os portadores de deficiência e de doenças crônicas em tratamento. Nós na Secretaria Municipal da Assistência Social vamos fazer o que for necessário para auxiliar aos que necessitam e se enquadram nos critérios previstos”, explica Roseli.

 

Paulo e a esposa, deficientes visuais, com a vice-prefeita Roseli Henrichs. A família recorreu a Secretaria de Assistência Social e garantiu o passe livre

.
 
Direitos Reservados 2013 ©